Americanah

Americanah

Conheci a autora Chimamanda Ngozi Adichie através de alguns discursos públicos e já havia simpatizado com sua forma leve, direta e sarcástica de abordar temáticas sociais a partir da própria…
Entrevista: Caitlin Doughty

Entrevista: Caitlin Doughty

Desde que eu descobri que a literatura não era mais uma atividade solitária, tem sido incrível encontrar as pessoas que eu leio. Com algumas delas eu converso por whatsapp, com…
Redemoinho em dia quente

Redemoinho em dia quente

Conheci Jarid Arraes por seu livro Heroínas Negras Brasileiras em 15 Cordéis e o Leia Mulheres SP teve o prazer de recebê-la para um bate-papo em 2017. Ano passado a…
Potências do encontro

Potências do encontro

“O olhar de estranhamento é ameaçador, porque ele pergunta”. Mariana Mendes surpreende desde as primeiras linhas no seu primeiro livro de contos, Potências do encontro. São histórias que fazem nítida…
A Coragem de Ser Imperfeito

A Coragem de Ser Imperfeito

Brené Brown começa seu livro versando a respeito do que chama de Cultura da Escassez, a cultura que experimentamos de nunca ser bom ou ter o bastante. Isso porque passamos…
Libertê

Libertê

É Libertê mesmo! Neologismo criado por Atena para a palavra liberté da língua francesa. Também não é coincidência o Beauvoir do seu nome. Atena é uma artista criativa que através…
A Bolsa Amarela

A Bolsa Amarela

A Bolsa Amarela, de Lygia Bojunga, chegou as minhas mãos, através do projeto Leia Mulheres. Apesar de um título comum e de ser voltado para o segmento infantojuvenil, ao longo…
Velhices e Outras Coisas

Velhices e Outras Coisas

Ana Cristina Passarella Brêtas nasceu em 1961, na cidade de São José do Rio Preto-SP. Vive em São Paulo desde 1983. É enfermeira, socióloga, professora associada aposentada da Universidade Federal…
Tudo o que tenho levo comigo

Tudo o que tenho levo comigo

Herta Müller se consagrou pelas narrativas em que denuncia os horrores do ditador Nicolae Ceauşescu, que governou a Romênia sob o regime stalinista durante quase 25 anos. Em livros como…
Garotas Mortas

Garotas Mortas

Eu queria começar dizendo que conheci Selva Almada muito tarde. E que eu gostaria muito que escritoras latino-americanas, nossas Hermanas, fossem mais traduzidas. Para que possamos ter mais acesso a…
1 de 49
12345